Tipos de restritores de movimento para quem gosta de Bondage

Desde acessórios para iniciantes até aos outros com propostas mais avançadas, vamos te apresentar tipos de restritores de movimento para quem curte Bondage e BDSM.

Ou seja, o texto vai te ajudar com isso caso tenha alguma experiência ou queria começar a se aventurar nos prazeres de se sentir dominado(a). 

Bora?

De todas as práticas de BDSM, o Bondage com certeza é a que mais se destaca, pois quase todo mundo tem fantasias com dominação, e quem se encaixa perfeitamente nisso? Os restritores de movimentos , é claro!

Então, se quer começar a experimentar fantasias com dominação, conheça os tipos mais comuns logo aqui abaixo.

E como uma imagem vale mais que mil palavras, também vamos mostrar também alguns modos de uso e posições.

Porém, serão apenas algumas opções, já que seria impossível colocar todos os itens que existem. Para facilitar, colocaremos apenas os melhores!

Tipos de restritores de movimentos

 Algemas de Metal

Quando te falam a palavra algema, te dá até um frio na espinha? Pois é, mas acredite: esse é um dos itens que você menos precisa se preocupar nesta lista. 

Elas são as que mais impõem medo pela estrutura de metal, e também pela imagem prévia que temos, dela como uma punição. 

Mas, de todos os acessórios bondage que temos aqui, a algema é o mais seguro.

Isso porque é muito fácil de usá-la e possui chaves, é claro, além um segredinho para conseguir soltar a pessoa, nos casos em que alguém perde a chave.

Em todo caso, são usadas para prender em algum móvel, como cabeceira da cama e também direto ao corpo (com as mãos para trás), em uma cadeira, enfim… Criatividade é tudo!

Elástico para Cama

Caso seu único espaço de diversão seja a cama, opte pelo elástico.

Essa é uma opção bacana para quem não tem cabeceira ou não quer comprar várias algemas para separar os braços e pernas. 

Particularmente, eu gosto muito dos elásticos, pois dá para usá-los de muitas maneiras e em várias posições diferentes.

São feitos de material super resistente, e seu uso é bem intuitivo. Você pode ajustar os punhos e pulso onde quiser, e ainda combinar posições sexuais junto a dominação.

Cordas

Muito usada na prática de Shibari, as cordas dão um toque rústico à coisa, por isso são ótimas opções de restritores de movimentos. 

O aspecto visual delas é incrível, mas esse item é para deixar para quem entende, pois há riscos de prender em lugares que não são próprios, e tem até curso para isso. 

Nele são abordados os tipos de nó, reações do corpo se algo estiver errado, além do fato de sempre ter mãos tesouras e facas. Até porque, caso haja necessidade, você consiga soltá-las de forma rápida. 

Ainda tem as questões em relação à verificar onde a pessoas será presa, se é apropriado, seguro, e que os riscos sejam mínimos

Outro erro comum é achar que qualquer corda é adequada para isso, e que é só ir em uma casa de construção e comprar, mas isso é algo completamente equivocado. E muito perigoso!

As cordas irritam e ferem a pele, por isso o ideal é que elas sejam de juta natural, mas isso não é nem o início sobre Shibari, ok? Até porque, trata-se de uma técnica muito complexa que exige estudo e treino

Tem vontade? Perfeito, mas busque por essas duas coisas. 

Barra de Metal / Separador de Perna

Ela ficou bem conhecida após aparecer em 50 Tons de Cinza, mas será que a maneira de uso retratada no filme estava correta?

Como o nome já diz, ele é um separador de perna e não acessório de giro, então, a cena estava bem equivocada!

Você não precisa e nem deve usar o acessório dessa forma, porque ele fica em um ponto sensível do corpo que não pode ser manuseado de forma abrupta. 

Ou seja, ele não foi feito para ser girado e ponto final. 

Quando usado da melhor forma, ele um acessório bondage imponente, super elegante, não precisa de lugar fixo e específico, pode ser levado para outros cômodos da casa, além de ter vários ajustes que facilita ser preso de várias formas. 

Coleira com algema

Só a coleira já entra nessa categoria, mas também quis mostrar uma opção com restrições de movimentos.

Existem inúmeros modelos, desde sozinhas, com algema, prendedores de mamilos e com outros materiais como metal e couro. No entanto, é importante comprar esse acessórios com materiais bons que não machuquem a pele e que tenha forro para não dar alergia ou causar pontos de tensão, para que depois da brincadeira não sobre marcas ou haja desconforto.

Harness – Calcinha com Algema

Também chamada de cela, pois permite segurar e também controlar o movimento de penetração.

Apesar de poder ser usada em qualquer posição, pra mim ela faz mais sentido em posições que a mulher esteja debruçada ou de quatro. Recomendo!

Ah, e o nome é calcinha, mas é presa nas pernas e a vulva precisa ficar livre para ser estimulada ou penetrada, ok? 

Mordaça com Algema

Parece inocente, porém fique atenta.

Apesar de parecer bem simples, é muito intenso, pois interrompe falas e gritos e também deixa a pessoa presa.

Nesse caso, as mordaças com algemas são restritores de movimentos em vários sentidos! Além disso, é importante acordar algum sinal de PARAR antes de começar a brincadeira, já que as bocas e mãos estarão presas.

Algema com Tornozeleira – Cruzada

Essa é uma das variações do mesmo produto, que possibilita uso de diversas maneiras.

Fitas de Tecidos

Sensual e romântica, mas não menos resistente que as demais

A parte visual também é um ponto importante dos acessórios bondage, mas elas são mais do que bonitas, pois não é qualquer tipo de tecido.Nesse caso, deve ser um que não gruda nos pelos ou cabelo. 

Para usar, você precisa saber fazer nós assim como na técnica Shibari, e também ter uma tesoura por perto caso precise retirar imediatamente, ou então não consiga retirar.

Fita Eletrostática

Desde técnicas de mumificação até simples amarras podem ser feitas com as fitas.

Elas podem parecer frágeis, mas não são! Mesmo que não tenham cola e não grudem no pêlo, quanto mais você passa, mais forte fica. 

Apesar disso, não exige muita técnica, mas é bom sempre ter por perto alguma tesoura para soltar caso haja necessidade, combinado?

A mumificação consiste em imobilizar todo o corpo desde a cabeça e também ter a privação sensorial, com essa material não seria o mais barato, mais o mais confortável já que não gruda nos pelos, pode ser usado também silver tape, celofane entre outros.

Outro ponto, é ficar atento à desidratação que pode ocorrer se a pessoa começar a suar muito!

Conjunto de Cintos

Posso usar meus próprios cintos como restritores de movimentos?

Sim, você pode! Esses cintos tem diversos tamanhos, são baratos e seguros de usar. Além disso, são ideais para quem não leva jeito com nós e é inciante.

Sem desculpas para começar…

Posição Mestra

Sabe o porquê do nome de posição mestra para esse tipo de amarra?

Ela facilita se manter nessa posição de forma confortável, pois possui almofadas nos pontos de tensão (joelhos e pescoço), além do fetiche de estar dominada.

Pode se fazer inúmeras brincadeiras de massagem e masturbação, e também penetração mais profunda.

Para quem é iniciante nos acessórios bondage, eu recomendo bastante!

Frog Bondage

O nome não é dos melhores (já que frog significa sapo), mas a posição é bem interessante para experimentar.

Esse item é bem parecido com o que listei acima e até pode usá-lo do mesmo jeito, mas o up da algema, além de mexer com a imaginação das pessoas, ela facilita para que essa posição não seja desconfortável.

Além do mais, você pode usar acessórios e cosméticos para jogos de sensações e experimentar uma penetração profunda.

Arm Binder

Esse acessório bondage tem um apelo visual. E muito forte. 

Ele pega diferentes pontos do braço e podem ser ajustados pelos cinto e cadarços com muito ou pouca força

Em sua ponta possui ganchos para colocá-los em cordas, e correntes para manter os braços para cima ou presos em algum lugar.

 É de colocar medo mas também? Sim, mas também é um item seguro e fácil de manusear.

Leg Binder 

Outro item entre os restritores de movimentos, estão os Leg Blinder. 

Seu uso é parecido ao do Arm Binder, com a diferença de não ter gancho para pendurar a pessoa, pois não é seguro fazer isso. Entendido?

Ele pode ser usado com outros acessórios. Nesse tipo, os pontos principais são a parte visual e a fantasia.

Camisa de Força

Sim, você encontra camisas de força em um sex shop!

Com ela, a pessoa fica completamente presa e sem a menor chance de escapar, mas tem a vantagem de ser muito fácil de retirar. Use a imaginação e o tesão, e pronto. 

Ressalvas sobre os restritores de movimentos

Agora que conhece alguns deles, gostaria de fazer algumas ressalvas dos produtos mostrados. 

  1. Em todas as imagens de modo de uso, são mulheres que aparecem usando, mas todas servem para qualquer pessoa, independente do gênero.

Os homens também são submissos na relação BDSM e isso é muito mais comum do que você imagina.

  1. As sessões devem ser pensadas antes, o que irá usar, como irá usar, se for prender em algo do ambiente, verificar se está bem preso, se você não está colocando a pessoa em risco, etc. 
  1. Esses itens de bondage tem se tornado muito comum, mas não vejo a busca por informação acompanhando o ritmo das vendas. 

Se você quer começar a explorar novas coisas:

  • busque informação de cada produto;
  • compre com pessoas que conhecem de verdade;
  • não economize com os acessórios;
  • e principalmente, não se coloque em risco nem ao parceiro de sessão.

Todos os acessórios são para complementar, use sua imaginação, misture os acessórios bondage, brincadeiras de sensação, masturbação, crie jogos e cenas, enfim.

  1. Se você quer ser dominado(a) por alguém, faça isso com pessoas de confiança e que entenda muito das técnicas que serão utilizadas. Converse antes, tire as dúvidas, e por fim PERMITA-SE!

Ainda tem dúvida sobre os restritores de movimento? Nos mande uma mensagem no WhatsApp


Aproveita e segue a gente nas redes sociais para não perder nada!



Bruna Souto

A Bru é aquela que parece que é séria, mas é uma completa palhaça, ela é bem criativa e criadora dos script e conteúdo e mais que isso, ela desenvolver VIBRADORES. Trabalha no ramo faz mais de 10 anos e sua curiosidade a fez experimentar muitos vibradores para falar com certeza e propriedade técnica sobre eles, afinal é formada em eletrônica.

Gostou? Então compartilhe esse conteúdo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho

Entrar

Ainda não tem uma conta?

Loja
0 Lista de desejos
Minha conta
Menu