Saiba como ter uma ejaculação feminina o famoso “squirt”.

Essa aqui é uma das maiores pesquisas, graças ao filmes pornô, quase todas mulheres querem ter ejaculação feminina, mas será que é possível?

O mundo em que vivemos está cada vez mais fantasioso e irreal. Isso tudo se multiplica por dois ou até três quando o assunto é amor, e por quase cinco quando o assunto é sexo. Assim como os filmes e novelas e propagandas nos dão uma falsa perspectiva do amor. A indústria pornográfica nos apresenta um mundo totalmente fictício quando o assunto é sexo (cuidado!).

O que é pode indicar isso é a procura interminável por ejaculação feminina, pode parecer controverso falar em texto de squirt, mas não são todas as pessoas e nem todas as situações que é possível ter ejaculação feminina ou “squirt” (como é chamada). Vamos normalizar quem tem e é super normal ter, mas não é obrigatórios sair litros de líquidos para ter prazer, mas sem ladainha se você veio até aqui é porque quer tentar. Dito isso, vamos aprender a ter uma ejaculação feminina.

Para aprender é preciso entender. O que é um “squirt”? Nada mais do que um fluido retido na bexiga, que é liberado quando uma mulher tem um orgasmo. Acredita-se que isso envolva as glândulas de Skene. Trata-se de duas estruturas localizadas perto do fim da uretra, que podem produzir fluido com estimulação no ponto G. Agora se liga nisso: um estudo mostrou que quase 80% das mulheres que experimentaram a ejaculação disseram que melhoraram sua vida sexual. Mas vale lembrar, que conseguir realizar o squirt ou ejaculação feminina não é um medidor de orgasmo e prazer (cada corpo é um corpo único).

Para saber de tudo isso e entender o que isso representa no seu corpo, será necessário tentar. Então aqui vão algumas sugestões para chegar nesse êxtase (…). Primeiro de tudo tenha paciência consigo mesma e com seu corpo. Pode levar um tempo para entender como fazer seu corpo ter a ejaculação feminina. Além disso, como a ejaculação feminina depende de uma ampla estimulação, é muito mais fácil consegui-la em uma sessão de sexo sem pressa do que em uma rapidinha.

Concentre-se primeiro em estimular o clitóris. Isso ajudará a trazer sangue para a área e deixar a região do ponto G pronta para brincar. Quando já estiver bastante excitada, insira o dedo médio e anelar alguns centímetros dentro da vagina e esfregue o ponto G. Ele parece uma pequena área esponjosa ao longo da parede vaginal. E perceba que você vai precisar fazer isso por um longo período. Para melhorar suas chances de esguichar, relaxe os músculos do assoalho pélvico enquanto estimula o ponto G.

A quantidade de pressão necessária para ejacular é geralmente maior do que você pode fazer sozinha ou um parceiro pode fazer por você, especialmente por bastante tempo. Por isso, recomenda-se o uso de brinquedos eróticos (de preferência opções com ângulos curvados).

Muitas mulheres sentem que vão fazer xixi quando estão perto de atingir o orgasmo. É normal, tá? Outra coisa: não se preocupe se não conseguir, tente novamente e seja compassiva consigo mesma. Apenas relaxe, aproveite as sensações e, se for para acontecer, acontecerá.

Acompanhe a gente nas redes sociais instagram e facebook. Fique por dentro das novidades!

Gostou? Então compartilhe esse conteúdo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos em Destaque
Tags
Categorias em Destaque
Anal
Relacionamentos
BDSM
Boquete
Saúde da Vulva
Saúde do Pênis
Fique Conectado
Shopping cart

Sign in

No account yet?

Shop
0 Wishlist
0 items Cart
My account