Por que a masturbação feminina é importante?

Masturbação não é só fonte de prazer, ela pode trazer diversos benefícios para quem pratica!

Não é novidade que desde os tempos mais remotos, homens e mulheres se tocam em busca de prazer. Porém, a masturbação masculina sempre foi naturalizada, enquanto a feminina ainda é um tabu. Para além das vantagens como conhecer o próprio corpo, masturbar-se também faz bem para a saúde, devido à liberação de endorfina no organismo quando atingimos o orgasmo e pela movimentação dos músculos da pelve, reduzindo cólicas e infecções. Além disso, o orgasmo libera dopamina, endorfina e oxitocina, que podem melhorar o humor (e muito).

Os benefícios da masturbação feminina são muitos, não apenas o autoconhecimento. Masturbar-se favorece a melhoria das relações sexuais, já que ao fazer isso a pessoa aprende muito sobre seu corpo, suas reações, seus estímulos sexuais, fazendo com que o sexo seja muito mais prazeroso. O ato, ainda, é relaxante, beneficia o sono e tem também como benefício a prevenção de infecções vaginais, pois ao atingir o orgasmo os músculos do colo uterino se alongam, liberando o muco presente na região do colo. As eventuais bactérias que podem estar ali localizadas são expelidas reduzindo a chance de infecções.

A masturbação tem também a capacidade de prevenção e melhora do quadro de incontinência urinária (perda de urina). O ato de se masturbar, associado ao orgasmo, estimula os músculos da pelve, o que ajuda a evitar o surgimento da incontinência urinária e inclusive traz uma melhora parcial dos sintomas. Alguns estudos também indicam que em mulheres a atividade previne endometriose, doença que pode provocar infertilidade feminina.

Mulheres que se masturbam com alguma regularidade também podem vivenciar redução nas cólicas menstruais, pois a movimentação da musculatura da pelve a contração que ocorre no útero durante o orgasmo pode aliviar as dores. A prática também tem impacto na melhora da autoestima e da libido.

Os vibradores são o companheiro perfeito para quem quer descobrir, sozinha, os prazeres que o corpo pode proporcionar. O mercado erótico disponibiliza diversos brinquedos, cosméticos e estimulantes, que podem ser usados apenas pela mulher ou quando ela estiver acompanhada.

Comece usando o vibrador apenas por fora da vagina, fazendo os mesmos movimentos que realizou com suas mãos. Passe também o objeto pelas partes de seu corpo que causam excitação. Depois disso, coloque o vibrador em cima do clitóris e faça movimentos rítmicos, variando a pressão do objeto.

Se você nunca teve uma relação sexual, não introduza o aparelho em sua vagina para não romper o hímen ou causar nenhum tipo de desconforto. Caso contrário, é muito indicado que procure introduzir o vibrador na vagina, buscando encontrar dentro dela as ramificações internas do clitóris, que quando estimuladas também geram muito prazer, incluindo o seu ponto G – que nada mais é que uma junção das terminações nervosas do clitóris na parte interior da vagina.

Gozar é um santo remédio. Use e abuse dessa prática deliciosa!

Acompanhe a gente nas redes sociais instagram e facebook. Fique por dentro das novidades!

Gostou? Então compartilhe esse conteúdo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos em Destaque
Tags
Categorias em Destaque
Anal
Relacionamentos
BDSM
Boquete
Saúde da Vulva
Saúde do Pênis
Fique Conectado
Carrinho

Entrar

Ainda não tem uma conta?

Loja
0 Lista de desejos
0 items Carrinho
Minha conta