Como escolher a corda para praticar Shibari

Se você quer começar fazer Shibari um dos pontos principais a serem pensado é na corda, aqui vamos dar dicas de como escolher a corda ideal para você.

A prática de Shibari para mim é uma das mais difíceis em termos de técnica e treinamento, pois não é só comprar uma corda, os Shibaritas/Riggers precisam se adequar aos tipos de corda e saber partes do corpo onde elas podem ser usadas, nós e saber como agir se der algo errado.

É muito importante buscar muito conhecimento sobre a prática com cordas, pois pode ser muito perigoso para iniciantes.

Nesse texto vamos mostrar alguns tipos de corda e melhor forma de armazenamento, higienização para você que está começando, como uma imagem é melhor que mil palavras vamos colocar gráficos comparativos também.

Tipos de corda

Há diversos materiais para a corda e o que você tem que se atentar antes de comprar é saber o que vai fazer com ele, se você quer para suspensão precisa de materiais mais resistentes, por exemplo. Aqui vão os principais materiais do mercado.

Pontos a se considerar

Não dá para ter tudo, algumas cordas vão ser melhores para suspensão outras vão ser mais confortáveis e também tem alguns quesitos de segurança a serem levados em consideração, aqui vão as dicas.

Diâmetro

Esse aqui não vai ficar na tabela, pois varia cada tipo de fabricação, então quando achar a corda veja o diâmetro dela, evite cordas com menos de 5mm, tanto pela questão da resistência quando na de conforto, quanto mais fina mais desconfortável na pele já que o ponto de pressão será maior.

Força

O primeiro item da nossa lista é a força que diz a quanto ela aguenta de peso para brincadeiras de suspensão, se sua intenção for fazer suspensão precisa investir em cordas de qualidade e estar sempre atento, pois a corda vai diminuindo a resistência com o tempo e com as lavagens.

Suavidade na Pele

Esse é um dos pontos principais que é um cuidado com o Submisso, a suavidade ou aspereza na pele devem ser consideradas de acordo com as preferências do Submisso, já que envolve gosto pessoal, algumas vezes a sessão pode durar muito tempo então o tempo da sessão também deve ser levado em conta, mesmo que o submisso goste de aspereza, pois longos períodos podem causar muito desconforto.

Firmeza do Nó /Facilidade de Desamarrar

Firmeza do nó é a característica que o nó tem de se manter preso, então se você quer restringir movimentos precisará de cordas com mais aperto ou se você quer suspender você espera que ela desamarre fácil também enquanto a pessoa está suspensa, já em contrapartida as cordas mais fáceis de desamarrar, podem ser mais difíceis de manusear em uma situação de perigo, por isso é sempre bom ter por perto acessórios para cortar ou romper a corda, caso necessite ser rápido em tirar o submisso de uma situação

Resistência ao Estiramento

A resistência ao estiramento, são o quanto as cordas podem ser esticadas sem romper, mas se a intenção é para prática de suspensão as cordas não podem ser muito elásticas para não apertar as pessoas durante a prática.

Facilidade de cuidado

Não pense você que as cordas são super fáceis de cuidar, cada tipo de corda requer um cuidado para higienização, secagem e armazenamento então é importante saber quais cuidados elas precisam para aumentar a durabilidade de cada uma.

Uso na água

Algumas sessões ou fetiches podem envolver água e algumas cordas não se dão muito bem com ela.

Cordas Naturais

As cordas naturais são quase sempre feitas artesanalmente também, então o que vamos falar sobre elas podem mudar de acordo com o fabricante, é sempre bom notar a qualidade das cordas antes de comprar, prestando atenção em alguns fatores:

Trança: quanto mais justa e bem enlaçado for os fios, menos chances eles têm de se desfazerem durante o uso, e demoram mais para desgastar após a lavagem. Pegue na corda veja a densidade, observe as tranças se parecem firmes.

Visual: com o tempo você começará notar assim como roupa qual a melhor, pois visualmente peças bem fabricadas podem ser notadas por causa de detalhes e acabamentos.

Cânhamo

As cordas de cânhamo são bem difíceis de encontrar, se você gosta de visual mais rústico, ela é pra você, é um ótimo material com bastante conforto.

Boa para quase todas as técnicas, pois tem boa firmeza de nós, resistência e facilidade de manuseio.

Juta

Esse aqui é um dos materiais mais usados, pelo menos aqui no Brasil pela comunidade BDSM e também um dos tipos de materiais que mais gosto, pode ser usado para suspensão é bem flexível e confortável na pele.

Esse material tem combina uma ótima resistência ao estiramento, firmeza de nó e suavidade na pele.

Um grande problema é com os cuidados, pois esse material pode se deformando após cada lavagem.

Algodão

As cordas de algodão são as mais acessíveis tanto quanto no custo do produto tanto na facilidade de encontrar, a maioria das cordas vendidas em sex shop são de algodão, já que a fabricação é mais fáceis, os materiais anteriores são todos fabricados artesanalmente, algumas shibaristas são tão exigentes com a qualidade de sua corda que até fabricam suas próprias cordas.

O algodão é super suave na pele, ótimo para iniciantes nesse quesito e também dá ótimos nós, mas é super difícil desamarrar e também tem durabilidade baixa, se você fazer brincadeiras mais tranquilas o algodão é ótimo, leve sempre um tesoura ou faca para caso não consiga tirar os nós com facilidade.

Na parte das cordas naturais ainda existem as cordas de Seda e Linho e essas aqui são para quem está podendo gastar, pois são bem caras, não conseguimos reunir material o suficiente para falar delas, em breve postaremos detalhes.

Cordas Sintéticas

As cordas sintéticas são as que eu menos gosto quanto ao nó, eu aconselho se seu tipo de prática é mais visual, claro que vai de gosto e cada tabelinha pode ajudar escolher o que você gosta mais.

Nylon

Quando você olha para a tabela do Nylon parece que ele só tem vantagens e poderia ser mesmo se os nós ficassem mais firmes, infelizmente não é prático e acaba não ficando tão firme e soltando, mas tem muitas outras qualidades como você irá notar abaixo.

Cânhamo Sintético (Hempex)

Essa é a corda é a mais se assemelha visualmente a uma corda natural, porém com mais força e resistência ao estiramento, não chega a ser tão áspera na pele quanto as feitas em poli, mas não é mais confortável do mundo, se encontrar um bom fabricante talvez, pois o acabamento será melhor e não ficará algumas pontas espetadas.

O pontos fortes dela é o preço e a facilidade de cuidado, isso de longe é o que ganha das cordas naturais.

Polipropileno

As cordas desse material são extremamente desconfortáveis e só aconselho se você gosta apenas da parte visual, esse material é aquele mesmo de alça de mochila, sabe? Tem muito atrito, faz a pele suar e pode dar umas esfoladinhas, eu não gosto e não indico.

Higienização

Cada material precisa de um tipo de cuidado vou separar os cuidados aqui por grupo de cuidados parecidos para ficar mais fácil.

Cordas Naturais

A juta, cânham, algodão e seda podem ser lavados na máquina, faça um nó antes e se possível coloque em um saco de lavagem, ou uma fronha, só para a corda não ficar desprotegida em contato com a máquina direto. Coloque o ciclo mais curto, utilize sabão neutro e água gelada. Não deixe secar na máquina.

Há pessoa que indicam lavar e deixar secar aberta eu indico que você lave e estique para elas não deformarem, pra mim é o melhor jeito.

Cordas Sintéticas

As cordas sintéticas têm quase a mesma forma de lavagem com a diferença que podem ser secados na máquina de lavar, utilize sacos de lavagem para elas também.

Não lave as cordas com outras peças de roupas, tanto as sintéticas quanto as naturais.

Além das cordas, os riscos e nós devem ser estudados também, o Shibari é uma linda técnica que envolve cada vez mais adeptos, a responsabilidade e dedicação deve ser as características fundamentais para a prática com segurança.

Sempre fazemos os posts com muito carinho e procurando sites de referência para fazer o melhor conteúdo, então se você gostou nos incentive curtindo e compartilhando o texto.

Acompanhe a gente nas redes sociais instagram e facebook. Fique por dentro das novidades!

Referências

https://ropestudy.com/

https://www.lauvette.ph/love-toys/types-of-rope-for-bondage/

Gostou? Então compartilhe esse conteúdo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos em Destaque
Tags
Categorias em Destaque
Anal
Relacionamentos
BDSM
Boquete
Saúde da Vulva
Saúde do Pênis
Fique Conectado
Shopping cart

Sign in

No account yet?

Shop
0 Wishlist
0 items Cart
My account